Vigilantes de Uberaba denunciam BB na Polícia Federal

12 de junho de 2017

Banco exige demissão de trabalhadores que cobrem o horário de almoço. PF vai acompanhar o caso.

 

COMPARTILHAR  
O Sindicato dos Vigilantes de Uberaba e Região (Sinvuber) denunciou a Superintendência Regional do Banco do Brasil à Polícia Federal. Os vigilantes afirmam que o BB determinou à empresa terceirizada que faz a vigilância nas agências de Uberaba e região que demita os vigilantes que cobrem o horário de almoço.

 

O presidente do Sinvuber, Ricardo Teixeira, afirma que a Esparta Vigilância, empresa que presta serviço ao Banco do Brasil, foi notificada pela Superintendência a reduzir o quadro de vigilantes e dispensar os profissionais que cobrem os intervalos de descanso remunerado dos vigilantes.

 

A Polícia Federal acompanhará o caso de perto a fim de verificar se a medida afetará a segurança dos bancos.

 

Segundo Ricardo Teixeira, o Banco do Brasil tentou fazer o mesmo nas regiões de Uberlândia e Belo Horizonte, mas recuou. O Sinvuber já está mobilizando o apoio da Federação e da Confederação Nacional dos Vigilantes, a fim de agendar uma reunião com representantes da Superintendência do Banco do Brasil para discutir os cortes anunciados.

 

As informações são do Jornal da Manhã, de Uberaba.

 

Fonte: Contraf-CUT



Relacionadas